Neste artigo você aprenderá como funciona o Construcard, se ele é interessante para você e como aproveitar melhor esse benefício oferecido pela Caixa. Vamos lá?

Precisa aumentar os cômodos de sua casa por quê a família cresceu? O piso da cozinha está precisando ser trocado? O banheiro está embolorado e você quer reformar?

Essas são situações comuns e rotineiras dentro de uma casa, e querer fazer uma reforma e arrumar tudo o que incomoda também. 

Porém nem sempre temos em mãos o dinheiro para dar aquela tão sonhada repaginada em nossa casa e por isso, muitas vezes, se faz necessário buscar meios alternativos de realizar a reforma.

Geralmente optamos por usar nossos cartões de crédito para pequenas obras, mas e quando a reforma demanda um custo maior, o que fazer? 

Muita gente não tem em seus cartões limites tão altos para realizar a compra do material necessário, e outra, o máximo de parcelamento que conseguimos fazer em lojas normais de material de construção com cartão de crédito é de 12x sem juros (algumas lojas só parcelam o valor total em 6x).

Nesse caso existe hoje no mercado financeiro inúmeros sistemas de crédito e financiamento, porém após realizarmos algumas pesquisas podemos concluir que o sistema ConstruCard da Caixa Econômica Federal é o melhor jeito de realizar a compra de materiais de construção por meio de um financiamento.

O ConstruCard permite ao consumidor que consiga um crédito maior para pagar em mais vezes. 

Ou seja, você pega o valor, compra o necessário relacionado ao que for material de construção e paga isso em até 60 meses.

Como funciona o ConstruCard

Como posso usar o valor do empréstimo Construcard?

Muita gente tem essa dúvida e pergunta como esse valor pode ser utilizado. Bom, primeiro você precisa entender que o valor pode ser utilizado apenas nas lojas conveniadas com o programa Construcard.

Isso mesmo, não são todas as lojas que aceitam essa forma de pagamento.

Perguntas e respostas sobre o Construcard

Se você quer saber mais sobre como funciona o sistema de crédito ConstruCard, continue com a gente neste texto que responderemos as principais dúvidas apresentadas por nossos leitores.

1 – É possível realizar o pagamento de mão de obra de pedreiro e / ou eletricista com o cartão ConstruCard?

A resposta para essa pergunta é não! O ConstruCard somente permite ao consumidor comprar materiais de construção e bens que serão instalados no imóvel 

Alguns exemplos: Piscina, caixa d’água, tintas, pisos, argamassa, cimento, tijolos e etc.

O pagamento dos serviços prestados para a realização da reforma é de responsabilidade do cliente, não sendo possível o pagamento por meio deste sistema de financiamento.

Resumindo: não é possível pagar mão de obra com o Construcard.

2 – É possível aderir o ConstruCard com outro banco que não seja a Caixa?

Não! O ConstruCard é único e exclusivo da Caixa Econômica Federal.

Existem sim outros sistemas de financiamento para reforma e construção nos demais bancos comerciais espalhados pelo país, porém o sistema de crédito trabalhado neste artigo só pode ser adquirido através de uma agência da Caixa.

3 – Posso utilizar o cartão ConstruCard em qualquer estabelecimento?

O cartão ConstruCard somente pode ser utilizado em estabelecimentos credenciados junto à Caixa, não sendo possível realizar a compra de materiais em lojas que não possuam parceria.

Há, mas na loja X que não tem parceria com a Caixa possui um saco de cimento mais em conta do que na loja Y que possui, o que eu faço?

Neste caso você têm duas opções, uma delas é cotar nas demais lojas conveniadas com a intenção de encontrar um menor preço e a segunda opção é realizar a compra na loja Y por mais que os valores sejam maiores.

Por isso utilize sempre do sistema de busca da Caixa para conhecer todas as lojas próximas a você para que possa realizar cotações rentáveis para a construção ou reforma.

4 – O FGTS pode ser utilizado para quitar as parcelas do ConstruCard?

É preciso compreender que o ConstruCard é uma coisa e que a utilização do FGTS é outra. 

Ambos dispõem da possibilidade da realização de construção, porém um não complementa o outro.

Além disso o FGTS não realiza a cobertura de reformas, somente o programa ConstruCard permite que o valor seja investido também na restauração. 

Ou seja, o cliente poderá optar por um dos sistemas de crédito, porém não poderá utilizar o valor do FGTS para a quitação das parcelas do cartão Construcard da Caixa.

Taxas de juros do ConstruCard

As taxas de juros do Construcard podem variar de cliente para cliente, isso ocorre em decorrência ao perfil do consumidor, do sistema de garantia utilizado, do valor solicitado e do número de parcelas aderidas.

Ou seja, você não deve levar em consideração a taxa conseguida por outros clientes. O valor médio da taxa do Construcard é de 2,5% ao mês, porém alguns clientes pagam mais e outros um pouco menos. 

Quanto maiores forem as garantias oferecidas por você à Caixa Econômica, maiores serão as chances de você obter uma taxa de juros menor.

Como consultar o saldo ConstruCard

A consulta do saldo do Construcard pode ser realizada com facilidade.

Independente de onde você estiver basta ter internet e computador, notebook, smartphone ou tablet disponíveis para realizar a consulta.

Com qualquer um destes dispositivos que citei acima em mãos é possível consultar o valor disponível no Construcard.

Confira um passo a passo rápido:

  1. Tenha em mãos o CPF do titular do Construcard e o Cartão Construcard
  2. Acesse o site
  3. Digite o CPF do titular no campo “CPF”;
  4. No campo abaixo digite os 6 primeiros e os 4 últimos dígitos do cartão Construcard que você deseja consultar;

Após esse passo a passo o saldo do Construcard aparecerá disponível na sua tela. 

Menores de idade podem solicitar o Construcard?

Por incrível que pareça essa é uma pergunta muito recorrente. Algumas pessoas querem saber se podem pedir o Construcard em nome de filhos mais novos.

Lembramos aqui que a adesão do cartão Construcard, está condicionada para pessoas maiores de 18 anos que possuam uma renda fixa mensal comprovável.

Ou seja, é necessário que você tenha carteira registrada por pelo menos 6 meses (prazo seguro para liberação) ou apresente seus extratos com movimentação da conta, caso tenha uma empresa ou seja um microempreendedor. 

Além disso você não deve possuir restrições ou negativações em seu nome e deve ser correntista ativo da Caixa. 

Quanto melhor o histórico com as linhas de crédito do banco, maior a chance de aprovação do pedido.

Então se você ainda não tem conta na Caixa e pretende aderir futuramente ao Construcard minha sugestão é que você estreite agora mesmo o seu relacionamento com eles.

Já está comprovado que os correntistas da Caixa recebem mais benefícios na hora de aprovação de alguns serviços e também contam com taxas bem menores na hora de fazer financiamentos oferecidos por eles.